Imprimir

Dia Internacional do Idoso.

Numa altura em que o envelhecimento da população é uma tendência crescente á escala global, a Organização Mundial de Saúde (OMS) aproveitou a data e promoveu o envelhecimento activo, um processo contínuo, determinado por vários factores que contribuem para a saúde dos mais idosos. Envelhecer activamente significa, envelhecer com saúde e envelhecer de forma participada em todos os domínios da vida. Ser activo é manter alguma actividade física, ser participativo e manter-se ocupado e produtivo.

Existem vários estudos que comprovam que se as pessoas se mantiverem participativas, se tiverem alguma actividade física regular, se se alimentarem correctamente e se continuarem a ter uma actividade social frequente, que estimule as pessoas a manter ou a retomar alguns projectos de vida, vivem mais tempo e correm menos riscos de sofrerem de depressão ou de se entregarem á doença.

Existem várias associações que trabalham com a população idosa e defendem que mais do que um envelhecimento saudável é essencial apostar no envelhecimento activo e participativo.

A reforma não tem de ser obrigatoriamente um período de ruptura, porque qualquer reformado pode continuar activo, desde que se sinta estimulado.